sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

A obra de ... Edgar Allan Poe

OI como vão vocês ?

Hoje vamos falar sobre um cara cuja foto me da medo e as histórias me deixam curiosa. O homenageado de hoje, após passar o dia lendo , é Edgar Allan Poe é claro!


Edgar Allan Poe nasceu em Boston, 19 de janeiro de 1809 e morreu muito jovem  em Baltimore no dia 7 de Outubro de 1849. Allan é considerado o inventos da ficção policial ( obrigada Poe ) e é conhecido por suas histórias misteriosas e muitas das vezes macabras.
 Poe era escritor, poeta, editor e critico e fez parte do movimento romântico americano, foi o primeiro a tentar ganhar a vida só com a escrito e por isso teve uma vida pobre.

 Poe inicialmente chamava-se Edgar Poe , somente após perder sua mãe e ser acolhido por Francis Allan e John Allan que recebeu o nome Allan. 
 Poe foi a Universidade da Virgínia por pouco tempo, se alistou as forças armadas mas foi dispensado após falhar como cadete em West Point. Então abandonou sua família e começou sua carreira com uma coleção de poemas chamada Tamerlane and Other Poems.
 Poe passou a escrever prosas e trabalhar em revistas. Após mudar-se várias vezes, conheceu e casou-se com Virginia Clemm, sua prima de 13 anos O.o
 Em 1845, dois anos antes da morte de Virginia, Poe publicou o poema O corvo, que faz sucesso até hoje. Poe morreu antes que seu projeto , o jornal The Penn , fosse concluído e publicado, causas da morte desconhecida.
As obras mais conhecidas de Poe são Góticas, um gênero que ele seguiu para satisfazer o gosto do público. Seus temas mais recorrentes lidam com questões da morte, incluindo sinais físicos dela, os efeitos da decomposição, a reanimação dos mortos e o luto. Muitas das suas obras são geralmente consideradas partes do gênero do romantismo negro.
Além de terror, Poe também escreveu sátiras, contos de humor. Para efeito cômico, ele usou a ironia e a extravagância do rídiculo, muitas vezes na tentativa de liberar o leitor da conformidade cultural. De fato, "Metzengerstein", a primeira história que Poe publicou, e sua primeira incursão em terror, foi originalmente concebida como uma paródia satirizando o gênero popular. Poe também reinventou a ficção científica, respondendo na sua escrita às tecnologias emergentes como balões de ar quente em "The Balloon-Hoax".
Obras de Allan Poe
  • A Dream (1827)
  • A Dream Within a Dream (1827)
  • Dreams (1827)
  • Tamerlane (1827)
  • Al Aaraaf (1829)
  • Alone (1830)
  • To Helen (1831)
  • Israfel (1831)
  • The City in the Sea (1831)
  • To One in Paradise (1834)
  • The Conqueror Worm (1837)
  • The Narrative of Arthur Gordon Pym (1838)
  • Silence (1840)
  • A Descent Into the Maelstrom (1841)
  • Tell Tale Heart (1843)
  • Lenore (1843)
  • The Black Cat (1843)
  • Dreamland (1844)
  • The Purloined Letter (1844)
  • The Divine Right of Kings (1845)
  • The Raven (1845)
  • The Philosophy of Composition
  • Ulalume (1847)
  • Eureka (1848)
  • Annabel Lee (1849)
  • The Bells (1849)
  • Eldorado (1849)
  • Eulalie (1850)
  • The Valley Of The Unrest
  • Bridal Ballad
  • The Sleeper
  • The Coliseum
  • Sonnet:To Zante
  • To One in Paradise
  • The Haunted Palace
  • Romance
  • FairyLand
  • Song
  • To F-
  • To -
  • To F-s S.O-d
  • To The River-
  • The Lake.To-
  • The Bells
  • A Valentine
  • An Enigma
  • To --
  • To M.L.S.-
  • To My Mother
  • For Annie
  • The pit and the pendulum (1842)
  • William Wilson (1839)
  • Berenice (conto)
  • Morella (conto)
  • The Oblong Box (conto)
  • The Man of The Crowd (conto)
  • The Imp of The Preverse (conto)
  • The Fall of The House Of Husher (conto)
  • The Assignation (conto)
  • The Oval Portrait (conto)
  • The King Pest (conto)
  • The Gold-Bug (conto)
  • Ms.Found In a Bottle (conto)
  • The Balloon Hoax (conto)
  • Metzengerstein
  • Ligeia (conto)
  • The Masque of the Red Death
  • The Cask of Amontillado (conto)
  • "Thou Art the Man" (conto)
  • The Spectacles (conto)
  • Os Assassinatos da Rua Morgue (conto)
  • O Mistério de Marie Rogêt
  • The Premature Burial (conto)
  • A Tale of the Ragged Mountains (conto)
  • The Domain of Arnheim (conto)
  • Landor's Cottage (conto)
  • The Island of the Fay (conto)
  • The Colloquy of Monos and Una (conto)
  • The Conversation of Eiros and Charmion (conto)
  • Hop-Frog (conto)
  • The Facts in The Case of Mr.Valdemar (conto)


Allan Poe teve grande influência sobre sucessos como Sherlock Holmes e Poirot da Agatha Christie.

Vou contar para vocês algumas curiosidades:





1- Vocês sabiam que o Edgar quase não usava bigode?

Pois é não dá para imaginas ! Allan Poe só deixou o bigode crescer nos seus dias mais tristes e últimos dias de sua vida.
 Até que ele nem é tão assustador sem bigode.

2- Foi ele que criou o termo " Eureka"

 Um ano após a morte de sua esposa Poe escreveu o  poema " Eureka: Um poema em prosa " que, segundo ele, que levariam a Newton, Aristoteles e Bacon a serem " Intelectuais Rastejadores" , Edgar era bem arrogante. Eureka, parece ser, a tentativa de um marido em luto para dar sentido a morte da esposa. Enganou todo mundo direitinho em Raven!
3- Poe adorava gatos.

Apesar de sua história terrível " O gato preto", Poe realmente adorava os bichanos. Será que era só implicância com os pretos? Dá até para ver um gatinho no ombro dele na foto.





Bom gente é claro que existem centenas de curiosidades sobre Poe, mas por hoje é só.


Aguardem a resenha de " Assassinatos na rua morgue"

 Beijo Beijo !
 Bye!!! AMY XO














Nenhum comentário:

Postar um comentário