Laranja x Mecânica

Olá!!

Hoje eu vim aqui fazer uma análise sobre o filme de Laranja Mecânica, e por mais anti-ético que seja, vou comparar o filme com o livro sim.
                               
PODE CONTER SPOILERS AO LONGO DA ESCRITA (sabe como é, eu me empolgo :D )

O livro de Laranja Mecânica foi lançado em 1962 e o filme 1972, feito por Stanley Kubrick, mesmo sendo um ótimo diretor, o livro ainda é muito mais legal, vou pontuar aqui para vocês o que achei do livro x filme , de situação a situação.

O início

 Animated Gif on Giphy
No início do filme vemos Alex, George, Pete e Tosko, sentados no Bar Korova conversando e logo depois passa para a cena do velho cantando num túnel e toda agressão. 
 No livro temos uma descrição e explicação muito maior sobre o bar e eles mesmo, também vemos a discussão para decidir quais crimes irão praticar e o escolhido primeiro não é o " do velho" e sim um pequeno assalto , esse início deu muito mais introdução á história. 

Outra coisa que me incomodou quando descobri foi a idade, Alex , as meninas que ele encontrou na loja de discos e os seus Druguis eram muito mais novos , dando assim ao leitor uma sensação do errado, do crime , aquele choque muito maior. Afinal de contas , um menino de 16 anos fazendo tudo o que ele faz, com meninas de 14 anos ou com qualquer outro é muito mais chocante do que alguém de 20 e pouco.

 Também fiquei muito mais esclarecida quando descobri que aquele senhor que puxa o Alex quando ele acorda, não é seu pai ou padrasto e sim seu " tutor educacional" , Alex sofreu tudo o que sofreu , mas não foi de cara , ele já tinha sido preso algumas outras vezes. 

O livro mostra as tensões que ocorreram dentro do grupo antes da traição, mostra que o Alex não era o Mestre do grupo e não só George como todos os outros se revoltaram com isso.
  
 Conhecemos um Alex muito mais cruel ( ás vezes, até justo, pois é.. ) no dia-a-dia , depois de presso muito mais frágil e triste , chegando a implorar por perdão, por deus. Depois vem a fase da negação, da depressão, o abandono de seus pais, o sentir-se sozinho, nos mostra um Alex que até então não conhecíamos e que não nos é apresentado no filme.
 Animated Gif on Giphy
O final que foi proibido no filme e que deixou um grande buraco no enredo, mostrou realmente a definição, a mensagem que o autor queria a passar, a maturidade e infelizmente, devido á censura, o filme não conseguiu. Apenas uma cena, e tudo mudaria. 

Compreendo perfeitamente que um filme tenha que ser mais rápido que um livro, mas acho que dava para botar detalhes extremamente necessários para o entendimento. 
 Adoro o filme e não acho que tenha sido ruim, apesar de que , se comparado ao livro seja bem inferior. Por isso prefiro encarar os dois como obras distintas, feitas em momentos diferentes, com suas limitações, por que graças a lindeza da censura, muita coisa foi tirada. 
 Hiper indico os dois. 

Beijos!!

AMY XO 

2 comentários :

  1. Espero poder assistir nesse final de semana!

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei do filme,ele tem um enredo muito dinâmico.

    ResponderExcluir